Não precisamos ver para crer

Ninguém hoje vê Jesus, fisica e pessoalmente, com os próprios olhos. Desde que Jesus voltou aos céus, depois da sua ressurreição, ninguém mais o tem visto desta forma. Foi assim o plano de Deus. Podemos ter salvação eterna sem ver Jesus.

Mesmo não o tendo visto, vocês o amam; e apesar de não o verem agora, creem nele e exultam com alegria indizível e gloriosa, pois vocês estão alcançando o alvo da sua fé, a salvação das suas almas, 1 Pedro 1.8-9.

O apóstolo Paulo declarou: “Porque vivemos por fé, e não pelo que vemos” 2 Coríntios 5.7. Se estamos enxergando com os olhos, não é mais a fé, pois a fé é “a prova das coisas que não vemos” Hebreus 11.1. A fé, então, surge pelo que se ouve: Continue lendo “Não precisamos ver para crer”

Precisamos dos dois

Pessoas em muitos lugares, no mundo inteiro, estão conhecendo “a verdadeira graça de Deus” 1 Pedro 5.12. A palavra de Deus tem poder; Deus fala e acontece, Gênesis 1.3. Sua palavra, agora encontrada nas Escrituras, é poderosa para salvar, Tiago 1.21. Esta palavra é o evangelho (Boa Nova), o poder de Deus para a salvação, Romanos 1.16. Precisamos ter amor por esta palavra que pode salvar, 2 Tessalonicenses 2.10. Continue lendo “Precisamos dos dois”

Por que crer em Jesus?

Eis muitos motivos para crer em Jesus. Texto de João 5.31-47.

  1. Porque ele tem muitas testemunhas: o Pai, João, o Imergidor, as próprias obras de Jesus, as Escrituras, Moisés, 32-40. O Antigo Testamento exigiu duas ou três testemunhas para estabelecer a verdade. Jesus tem muitas! Vamos nos basear nos sentimentos e emoções, ou nos fatos? Que as evidências nos levem até Jesus.
  2. Porque ele veio para nos salvar, 34. Ou será que queremos mudança de circunstância, melhora nas finanças, recuperação dos nossos males, solução para os relacionamentos, ao invés da vida eterna, 39-40? Que o propósito divino nos leve até Jesus.
  3. Porque as Escrituras falam dele, 39-40. Os judeus estudavam muito as Escrituras, mas estudo que não valia nada. Perderam o ponto—Jesus! Muita gente usa a Bíblia para tudo, menos chegar em Jesus. Que a Bíblia nos leve até o verdadeiro Jesus!
  4. Porque ele veio em nome do Pai, 43. Os homens se gloriam em nomes humanos. Os judeus adoravam citar nomes de rabinos para suas opiniões. Hoje, o pastor ou padre tem que nos orientar. Preferimos nomes religiosos de denominações sobre o simples nome do Senhor Jesus Cristo. Que o nome de Deus nos leve até seu Filho Jesus.

Feliz Natal com firmeza na fé

O Natal está se aproximando e muitos estão viajando, outros com muitos compromissos de encontros e confraternizações. O feriado é um momento alegre e, ao mesmo tempo, exigente.

Em todo o tempo, o Senhor Jesus nos chama à fidelidade ao chamado celestial. As provações e as dificuldades servem para testar o nosso compromisso espiritual.

O Senhor declarou: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim” João 14.6.

A fé em Jesus é firme quando vivemos a vida que ele oferece, praticamos a verdade que ele revela e andamos pelo caminho que ele nos abre.

Demonstremos ao Senhor, o Justo Juíz e Salvador dos que o seguem, que nossa fé não vacila em momento algum.

A fé que move não só montanhas, mas atitudes

fe-move-montanha

Um amigo meu, o texano Mike Riley, escreveu um artigo sobre a conversão. Ele cita um dicionário de termos bíblicos que a conversão é “uma virada de e virada para”. Faz a pergunta sobre que tipo de virada. Veja seu primeiro ponto:

(1) A conversão é uma mudança de mentalidade — É uma mudança da descrença à fé. Quando Paulo e Silas pregaram o evangelho em Corinto, conseguiram converter Crispo do seu estado da descrença a um estado de fé, Atos 18.8. Assim, por meio do anúncio do poderoso evangelho de Cristo, Romanos 1.16, Crispo foi convencido da verdade de Deus, ficou convicto dessa verdade e foi convertido a ela. (Note também a mesma progressão da conversão em Atos 2.14-41.)

Tudo começa com esta mudança. A fé que não somente aceita a verdade na teoria ou como conceito, mas sua convicção da verdade conduz à mudança de vida. Continue lendo “A fé que move não só montanhas, mas atitudes”

O modelo para começar relacionamento com Deus

agua-batismo

Podem as pessoas somente orar, a fim de receber um relacionamento espiritual com Deus?

Saulo de Tarso certamente tinha tentando por três dias, sem enxergar, sem beber nem comer, Atos 9.9, 11. Mas ele não recebeu tal relacionamento com Deus até Ananias dizer:

“E agora, que está esperando? Levante-se, seja batizado e lave os seus pecados, invocando o nome dele’”, Atos 22.16.

Suas orações fervorosas não iniciaram seu relacionamento com Deus, até que ele foi batizado para “lavar” os seus pecados.

Mais tarde, como o apóstolo Paulo, ele escreveu:

Mas por isso mesmo alcancei misericórdia, para que em mim, o pior dos pecadores, Cristo Jesus demonstrasse toda a grandeza da sua paciência, usando-me como um exemplo para aqueles que nele haveriam de crer para a vida eterna, 1 Timóteo 1.16.

O modelo para todos que creem em Jesus Cristo inclui o batismo para lavar os pecados. Nosso relacionamento espiritual com Deus começa quando seguimos este modelo.

John T. Polk II