O perigo de ignorar o chamado de Deus

É bom ignorar algumas coisas, como os insultos dos outros. “O insensato revela de imediato o seu aborrecimento, mas o homem prudente ignora o insulto” Provérbios 12.16. E novamente: “A sabedoria do homem lhe dá paciência; sua glória é ignorar as ofensas” Provérbios 19.11.

Agora, outras coisas não devem ser ignoradas. Não podemos ignorá-las com impunidade.

A bondade de Deus, por exemplo. Paulo disse que não devemos ignorar este fato, “que a bondade de Deus o leva ao arrependimento” Romanos 2.4. Satanás que minar nossa confiança na bondade de Deus. Mas ele é bom e tudo o que ele faz é bom, Salmo 119.68. Este fato deve nos levar a mudar a nossa vida.

Também não se deve ignorar o mandamento do Senhor Jesus: “Se ignorar isso, ele mesmo será ignorado” pelo Senhor, 1 Coríntios 14.38. Ser ignorado por Deus não parece coisa boa, não. Mais cedo, Paulo falou muito em condenação para quem deixava de comer corretamente a ceia do Senhor, 1 Coríntios 11.27-34. Se o Senhor nos dá mandamento, devemos obedecê-lo.

Não devemos ignorar também que vem o juízo. Tinha gente falando que não haveria juízo nem o retorno de Cristo, alegando que o mundo continuava sempre a mesma coisa. Pedro lembra: “Mas eles deliberadamente se esquecem [literalmente: “ignoram”] de que há muito tempo, pela palavra de Deus, existem céus e terra, esta formada da água e pela água” 2 Pedro 3.5. Se Cristo voltará, devemos ser pessoas santas e piedosas, 2 Pedro 3.11.

Tal ignorância significa rejeição. É o ato de não querer saber. Acaba equivalendo o dito comportamento passivo-agressivo, mas, desta vez, para com Deus. Perigoso isso!

No passado Deus não levou em conta essa ignorância, mas agora ordena que todos, em todo lugar, se arrependam” Atos 17.30.

Vamos deixar de ignorar o chamado de Deus, portanto, para tomar conhecimento da sua vontade e seguir o Senhor Jesus Cristo.