Jesus veio em nome do Pai

Jesus falou: “Eu vim em nome de meu Pai, e vocês não me aceitaram; mas, se outro vier em seu próprio nome, vocês o aceitarão” João 5.43.

Os homens se gloriam em nomes humanos, e não no nome de Deus. Rejeitam o próprio Jesus que veio em nome do seu Pai. Rejeitam os seguidores de Jesus que fazem tudo em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Rejeitam a simplicidade das Escrituras, para inventar mitos e tradições e credos próprios.

Mas Jesus nos dá múltiplas razões para crer nele. Para segui-lo fielmente. Para anunciar a Boa Nova da redenção eterna.

Jesus tinha dito: “Eu não aceito glória dos homens, mas conheço vocês. Sei que vocês não têm o amor de Deus” João 5.41-42. Jesus recusou a jogar conforme regras humanas. Veja como ignorou o elogio de Nicodemos, João 3.1-2. Ele não busca aprovação das pessoas. Nisso não se encontra o amor de Deus.

Ele falou ainda: “Como vocês podem crer, se aceitam glória uns dos outros, mas não procuram a glória que vem do Deus único?” João 5.44. Os judeus adoravam citar os rabinos para apoiar seus argumentos. Baseavam-se nas opiniões dos homens. Hoje, as pessoas buscam orientação de pastores e padres, de credos e tradições humanas. Mas somos todos responsáveis perante Deus para ler e entender nós mesmos a palavra divina. Nesse processo é a nossa glória da parte do único Deus.

Como ele é único, seu ensinamento é único. O caminho até ele é único, João 14.6. A verdade é única. Sua glória é única, e não será dividida com meros humanos. A glória dele é a que temos de buscar. Se vivermos para a glória (aprovação) dos homens, não seremos servos de Cristo:

Acaso busco eu agora a aprovação dos homens ou a de Deus? Ou estou tentando agradar a homens? Se eu ainda estivesse procurando agradar a homens, não seria servo de Cristo, Gálatas 1.10.

Jesus veio em nome do Pai. Vivemos em função de Jesus. Não daremos a nenhum homem ou grupo de homens a nossa lealdade. Não nos chamaremos pelo nome de nenhum homem, nenhuma teologia humana, nenhuma prática humana.

Queremos apenas o Pai celestial, aceitaremos somente o nome de Jesus como Senhor e Salvador, seguiremos exclusivamente as Escrituras Sagradas como nosso guia, submeteremos ao Soberano Deus e nos humilharemos junto com o Servo para fazer toda a obra dele neste mundo.

Pergunta? Dúvida? Comentário?