A igreja do Senhor Jesus e igrejas humanas

O assunto é fácil: Denominações não existiram no primeiro século. Jesus não estabeleceu uma. Ele disse que ia estabelecer “minha igreja” Mateus 16.18. A igreja pertence a ele. A igreja é única — no singular. Não há justificava para uma entidade criada pelos homens, com doutrinas, liderança, práticas e adoração diferentes do que se encontra no Novo Testamento.

As denominações (divisões religiosas) surgiram depois do primeiro século. O plano de Deus é para que haja unidade entre os seguidores de Cristo. Leia, por example, João 17, 1 Coríntios 1-4 e Efésios 4. Isto é possível somente com um ensino único.

Uma denominação não é a igreja de Deus, nem uma parte dela. É algo além da igreja, alheia à vontade de Deus. Não se pode portar o nome de Cristo, em que é a autoridade divina, e ao mesmo tempo seguir alguma linha, teologia ou doutrina do homem.

Em termos de autoridade, o homem não é nada. Eu não sou nada. Você não é nada. Nosso papel é ouvir a palavra de Deus e nos submeter à sua orientação. O mandamento de Deus é vida eterna, João 12.50. O mandamento do homem é morte.

A igreja está no centro do plano de Deus. Tudo o que ele está fazendo no mundo é feito “mediante a igreja” Efésios 3.10. A igreja é a família dele, Efésios 2.19; 1 Timóteo 3.15. Esta é mais importante do que qualquer associação, grupo ou família humana.

As religiões que se chamam “igreja” mas que não têm as características da igreja de Deus revelada no Novo Testamento são impedimentos à aproximação de Deus. A igreja verdadeira, revelada e evidente a todos no Novo Testamento, é essencial a esta aproximação.

Convém buscar saber o que Cristo fez quando estabeleceu a sua igreja. É importante distinguir entre o que ele criou e o que os seres humanos inventaram. A diferença significa vida ou morte.

Faça o curso que dá mais detalhes, a partir da Bíblia, sobre a única igreja essencial.

2 respostas para “A igreja do Senhor Jesus e igrejas humanas”

  1. Perfeito, Randal ! Tirei foto e compartilhei no meu WhatsApp, pois tem alguns que estão esquecendo disso e ainda há os que nunca aprenderam. Mil vezes obrigada.

    1. Oi, Aida, obrigado, que o artigo ajude alguém a pensar melhor sobre isso.

      Agora, tem botão em baixo do artigo para compartilhar no WhatsApp. Mais uma opção.

Pergunta? Dúvida? Comentário?