Conversão: mudança de consciência

consciencia

No seu artigo, nosso amigo Mike mostra como a conversão muda a consciência, uma quinta mudança à luz da Bíblia:

A conversão é uma mudança de consciência. Quando somos verdadeiramente convertidos a Cristo, nossa consciência se muda de um estado mau a um estado bom perante Deus, ver Tito 1.15-16; 1 Timóteo 1.5; 1 Timóteo 1.18-19; 1 Pedro 3.18-21. Quando nossa consciência está limpa e correta perante Deus, Atos 23.1; Atos 24.14-16, pensaremos coisas corretas, Tito 1.15; Filipenses 4.8-9.

A consciência é a voz interna que nos acusa ou nos justifica ao julgar os nossos atos. Ela pode ser bem informada ou mal informada. Ela precisa ser guiada pela Escritura, pois ela julga conforme as informações que ela tem. Se ela tem informações erradas, não poderá julgar corretamente.

O funcionamento da consciência, portanto, já nos mostra como não somos corretos perante Deus. O fato de precisarmos de um juiz interno demonstra a tendência humana de pecar. A existência da consciência é evidência da nossa pecaminosidade e da nossa necessidade de um Salvador.

Na conversão, recebemos toda a evidência do perdão dos pecados. A Escritura Sagrada mostra a inspiração divina e por meio dela Deus nos declara justificados pelo sangue de Cristo quando o obedecemos. Na imersão nossos pecados são perdoados. Levantamos da água da obediência seguros no conhecimento da salvação.

Pedro deixa claro essa ligação entre a imersão e a consciência. A imersão que nos salva é aquela também pela qual “pedimos a Deus por uma consciência limpa” 1 Pedro 3.21 VFL. Não podemos fazer isso sozinhos, porque “tudo isso é realizado mediante a ressurreição de Jesus Cristo“. O homem que morreu e ressuscitou por nós nos conduz a um novo estado de ser, o da consciência limpa. “O sangue de Cristo, porém, purificará a nossa consciência das manchas causadas pelos atos que nos conduzem à morte” Hebreus 9.14.

Bem informada assim pela Escritura e purificada pelo sangue de Cristo, agora nossa consciência opera corretamente e deixa de nos acusar.

Mas tem mais: Às vezes nossa consciência é sensível ao extremo, e não se aquieta perante as evidências de Deus. Mesmo assim, podemos saber que predomina o conhecimento do Senhor:

Essa é a maneira pela qual podemos saber que pertencemos à verdade. Essa é também a maneira pela qual podemos nos sentir em paz com Deus, mesmo que o nosso coração nos acuse de termos pecado. Deus é maior do que o nosso coração e conhece todas as coisas.

Que alívio! Que paz! Que tranquilidade têm os seus filhos obedientes!

Seja você também uma pessoa de fé e obediência!

Pergunta? Dúvida? Comentário?